segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Ricky Ribeiro, Mobilize Brasil

Ricky Ribeiro - Foto: Rogério Alonso
Foto: Rogério Alonso

Administrador público formado na FGV-EAESP, com Mestrado em Sustentabilidade pela Universidade Politécnica da Catalunha (UPC, Espanha) e MBA Executivo pela Universidade de Barcelona (UB, Espanha). Possui experiência em consultorias multinacionais (Ernst & Young e ICTS Global) – trabalhando com sustentabilidade, prevenção de perdas e gestão estratégica – e com o Terceiro Setor. Sócio-Fundador da Associação Abaporu e idealizador do portal Mobilize Brasil.

Em 2008, aos 28 anos de idade, foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença neurológica degenerativa que causa atrofia muscular global enquanto a mente permanece intacta. Atualmente encontra-se acamado, com comprometimento da movimentação e da fala, mas segue trabalhando ativamente com auxílio da tecnologia e das pessoas que o cercam.

O Mobilize Brasil é referência sobre mobilidade urbana. Como e quando nasceu a iniciativa?

Ricky: Ao ser diagnosticado com ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica) no final de 2008, tive que deixar meu trabalho como Consultor e adaptar-me a uma nova realidade. Em janeiro de 2011, cansado de me dedicar quase que exclusivamente durante dois anos a diferentes tratamentos, comecei a pesquisar e ler muito sobre mobilidade urbana sustentável, tema que comecei a me interessar muito desde 2004 quando morei em Barcelona. Com a dificuldade motora nas mãos fazia um esforço enorme para buscar conteúdo espalhado pela internet. Diante desta lacuna, vislumbrei a oportunidade de criar um portal para agregar, produzir e disseminar conteúdo de qualidade e relevância relacionados à temática. Idealizei o Mobilize e contei com a ajuda de amigos e familiares para viabilizá-lo. Do dia que tive a ideia até o lançamento,  passaram-se exatos 8 meses: o portal foi ao ar dia 15 de setembro de 2011.

Quando o assunto é mobilidade urbana, há muito o que se melhorar no Brasil?

Ricky: O Brasil está acordando para o tema da mobilidade urbana agora, devido ao caos que se encontram as cidades brasileiras e pela repercussão dos mega eventos realizados no país. Foram décadas de descaso com o transporte coletivo e o não motorizado, quando praticamente apenas ações voltadas para o carro foram priorizadas. Nos últimos anos começaram a surgir algumas iniciativas visando melhorar a mobilidade urbana, mas para que nossas cidades se tornem mais humanas, democráticas e acessíveis, ainda há muito o que fazer, a começar pela melhoria e padronização das calçadas.


O portal Mobilize utiliza a plataforma Cidadera em seu canal Mobilize-se, canal para cidadãos reclamarem problemas de mobilidade nas cidades brasileiras.

Acesse o Mobilize-se
http://www.mobilize.org.br/mobilize-se/